Mamoplastia de aumento - Aumento de mamas | Clínica D'Alo
A Clínica D’Aló, liderada pelo cirurgião plástico Leonardo D’Aló, trabalha para cuidar do bem-estar dos pacientes, traduzindo seus anseios e expectativas em resultados.
leonardo dalo, clinica, cirurgia plastica, porto alegre
15570
page-template-default,page,page-id-15570,ajax_updown,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-16.3,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5,vc_responsive

Mamoplastia de aumento

Aumento de mamas

As mamas podem ter seu volume aumentado através da cirurgia. Além disso, pretende-se melhorar sua consistência e forma com a intervenção cirúrgica. Assim é possível escolher o novo volume, pois há vários tamanhos de próteses de silicone a serem introduzidas, o que proporciona maior opção quanto ao resultado estético.

Existe uma harmonia entre o volume ideal das mamas e o tamanho do tórax, característica que deve ser preservada no planejamento da cirurgia. Para chegar a um consenso sobre a prótese a ser utilizada, os médicos conversam com as pacientes sobre o tamanho de mama que desejam. Normalmente são utilizadas próteses de silicone com revestimento texturizado, que oferecem melhores resultados.

A mama assim que operada passa por três períodos evolutivos:

Período imediato: Vai até o 30º dia. Neste período, apesar das mamas apresentarem aspecto bastante melhorado, sua forma e volume ainda estão abaixo do resultado planejado.

Período mediato: Vai do 30º dia até o 3º mês. Neste período, a mama começa a apresentar uma evolução que tende à forma definitiva. São características dessa fase inchaço das mamas em maior ou menor grau. Além disso, a cicatriz encontra-se em plena fase de transição.

Período tardio: Vai do 3º até o 12º mês. É o período em que a mama atinge seu aspecto definitivo (forma, consistência, volume, sensibilidade, etc.). O grau de elasticidade da pele das mamas bem como o volume da prótese introduzida têm grande importância no resultado final. O equilíbrio entre os dois varia de caso para caso.

Felizmente, as cicatrizes dessa cirurgia podem ficar bastante disfarçadas, o que é muito conveniente nos primeiros meses. Podem-se colocar as cicatrizes no sulco formado entre a mama e o tórax, na área da aréola, e até mesmo na axila. O local da cicatriz será sempre decidido com a paciente, pois existem limitações técnicas que, dependendo de seu tipo de mama, impedem uma ou outra solução. Com o decorrer do tempo, as cicatrizes melhoram, chegando mesmo à quase imperceptibilidade em certos casos.

Apesar de o resultado imediato ser muito bom, somente entre o 12º e 18º mês é que as mamas atingirão sua forma definitiva.